‘Tô certo, ou tô errado?’, ‘O tempo ruge’, ‘Cada mergulho é um flash’… Quem já não ouviu essas falas? Com certeza, em algum momento, você já presenciou alguém falando uma frase de algum personagem televisivo, em especial de alguma novela. São os tradicionais bordões. Pois bem, essas frases ou interjeições caem facilmente no gosto popular. Quase sempre são colocações curtas, repetidas diversas vezes por aquele personagem marcante, de destaque. Há casos, no entanto, de personagens que não iniciam as tramas com tanto espaço, mas que acabam se destacando justamente por conta de um bordão.

Em muitas ocasiões, se trata inclusive de uma colocação que possui até um erro grotesco de português, como o ‘felomenal’, de Giovani, da novela ‘Senhora do Destino’, mas que pouco importa, pois o que vale é cair no gosto popular.

Você pode até não se dar conta, mas isso é tão sério que já foi tema, inclusive, de trabalho acadêmico, científico, como você pode conferir clicando aqui.

Relembre alguns deles que fizeram sucesso:

  • Tô certo, ou tô errado?

Um dos mais famosos, claro, é o bordão dito pelo personagem de Lima Duarte em ‘Roque Santeiro’, que foi ao ar em 1985, Sinhozinho Malta.

  • Na chon

E quem não se lembra da fala da personagem dona Armênia, interpretada por Aracy Balabanian, em ‘Rainha da Sucata’, em 1990? Ela dizia a todo instante que queria ver um determinado prédio “na chon” (no chão).

  • Felomenal

O ex-bicheiro Giovanni Improtta, interpretado por José Wilker em ‘Senhora do Destino’, caiu no gosto popular com diversos bordões, entre eles ‘felomenal’, ‘Há malas que vêm de trem!’, ‘Vou me pirulitar-me’, ‘A vaca vai voar!‘ e ‘O tempo ruge, e a Sapucaí é longa!’.

  • Não é brinquedo não

A personagem de dona Jura, interpretada por Solange Couto, em ‘O Clone’, também fez sucesso. Ela, que era dona de um boteco, vivia repetindo que ‘não é brinquedo não’. Nessa novela, entretanto, surgiram vários outros bordões de destaque, como: ‘jogar ao vento’, ‘cada mergulho é um flash’, ‘inshalá’ e ‘arder no mármore do inferno’.

  • Are baba!

Em ‘Caminho das Índias’ varias expressões indianas cairam no gosto popular, além de ‘are baba’! Destacam-se: ‘tik tik’, ‘atchá’, ‘auspicioso’, ‘rechaçada’ e ‘namastê’. Há ainda, nessa novela, o bordão de Wal (Rosane Gofmann), secretária de Ramiro (Humberto Martins), que falava ‘Jesus, me abana!’.

  • Eu sou chique, benhê!

A caipira Márcia (Drica Moraes), de ‘Chocolate com Pimenta’.

  • Jamanta vai matar Sandrinha

Jamanta (Cacá Carvalho), em ‘Torre de Babel’.

  • Epa, epa, epa. Muita calma nessa hora!

Juvenal Antena (Antônio Fagundes), na novela ‘Duas caras’.

  • Copiou?

Seu Gomes (Walter Breda), na novela ‘América’.

  • Deixando de lado os entretantos e indo direto para os finalmentes

Odorico Paraguaçu (Paulo Gracindo), em ‘O Bem Amado’.

  • Oxente, my God

Altiva (Eva Wilma), na novela ‘A Indomada’.

  • Abalou bangu

Ediberto (falecido ator Luis Carlos Tourinho), em ‘Suave Veneno’.

  • Jesus, apaga a luz

Yasmim (Mariana Rios), na edição de 2008 da ‘Malhação’.

  • Chique de doer

Elvira (Nivea Stelmann) na novela ‘Sete pecados’.

  • Sou uma mulher de catiguria

Bebel (Camila Pitanga), em ‘Paraíso tropical’.

  • Me poupe, Salgadinho!

Lucineide (Regina Dourado), em ‘Explode coração’.

  • É justo, é muito justo, é justíssimo!

Coronel Belarmino (José Wilker), em ‘Renascer’.

  • Elzinha é biscoito fino

Elzinha (Leandra Leal), em ‘Ciranda de pedra’.

  • É a treva!

Bianca (Izabelle Drummond), em ‘Caras e bocas’.

  • Tô rosa chiclete

Cássio (Marco Pigossi), em ‘Caras e bocas’.

  • Te dedico!

Viviane (Letícia Spiller), na novela ‘Senhora do Destino’.



E você se lembra de algum bordão, ou uma frase de uma novela ou seriado que tenha caído no gosto popular, ou que você tenha repetido, influenciado pela televisão? Compartilhe conosco.

Compartilhe!



Leia mais artigos sobre o assunto:

coded by nessus